Paraense paga mais caro pelo transporte de açaí com tarifa diferenciada em vigor

01:50 Economia, Notícias 28/06/2017 - 11h23 Belém Embed

Brenda Freitas, da Rádio Cultura do Pará

Aquele famoso isopor com litros de açaí congelado, maniçoba e camarão vai sair mais caro para os paraenses transportarem de avião, de agora em diante.


As novas regras de cobrança de bagagem, liberadas por resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), já começam a ser cobradas pelas companhias aéreas do país.


A decisão da agência tem irritado passageiros, como Reginaldo Quizan. “Para a nossa situação atual, de momento, é um pouco acima do normal. Deveria ser praticado um preço mais regular, até do ponto de vista da situação da economia que o país vive”.


Segundo a Anac, a decisão teve o objetivo de buscar se alinhar às normas internacionais. A agência destaca que a ideia é estimular a concorrência e dar oportunidade para que as companhias aéreas criem diferentes taxas para cada serviço.