Trocando em Miúdo: Bloqueio temporário de serviços é possível; saiba como

04:48 Economia, Programetes 05/09/2017 - 02h20 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcasz

Olá, prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

A prosa de hoje é de serviço até porque tem gente, com certeza, que não sabe que pode, por exemplo, bloquear algum tipo de serviço que contratou em sua casa e, muitas vezes, voltar depois, nas mesmas condições, pagando ou não pela religação. Vamos nessa.

 

Vamos então tirar as dúvidas, pela ordem, conversando outra vez com a vice-presidente da Proteste – Associação de Consumidores, Maria Inês Dolci. Começando pelo principal. Que tipos de serviço eu posso pedir o bloqueio temporário?

 

Então, a pergunta prática. Por onde eu começo, o que eu devo fazer se eu precisar, por algum motivo, interromper por uns tempos, sem pagar, algum tipo de serviço?

 


Mas Maria Inês Dolci, vice-presidente da Proteste, e obrigado pelos esclarecimentos aos nossos ouvintes, no geral, eu posso cancelar por uns tempos qualquer tipo de serviço público e voltar depois?

 

Vamos em frente porque tem uma coisa que muita gente que está nos ouvindo, com certeza, não sabe. Tem alguns serviços, por exemplo, a TV a cabo, por assinatura, que eu posso cancelar, quando saio de férias e, na volta, continuo no mesmo contrato, sem pagar nada a mais. É um direito que deve estar, inclusive, no contrato.

 

Mas eu pergunto. Por que depende de cada caso?

 

E no caso de plano de saúde? Eu saio de férias para o estrangeiro, lá eu pago outro seguro, de viagem, então, eu não posso interromper o plano aqui no Brasil e voltar depois com ele?
Lógico que tem o caso de portabilidade, previsto na lei, mas, aí, é outra coisa. É quando eu mudo de um plano de saúde para outro, em condições parecidas, sem perder a carência.

 

Então, tá. Inté e axé.

 

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.