Trocando em Miúdo: Economia vai saindo da recessão, mas ainda é bom esperar o próximo trimestre

04:02 Economia, Programetes 08/09/2017 - 02h33 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcasz

Olá, prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

Primeiro vamos à notícia da forma técnica como foi dada. Assim: PIB do segundo trimestre teve uma variação de 0,2% no ajuste sazonal. Entendeu? Assim, fica meio difícil, né? Vamos nessa.

 

Mais adiante. A informação sobre o desempenho da nossa economia nos meses de abril, maio e junho (segundo trimestre) comparado com os meses de janeiro, fevereiro e março (primeiro trimestre) foi de 0,2%. Ah. PIB é Produto Interno Bruto, ou seja, a soma das riquezas que foram produzidas, aqui dentro do Brasil, durante os meses citados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que é o encarregado oficial de fazer este levantamento.

 

Pois vamos um passo à frente, ainda que fique parecendo mais complicado ainda. Se comparar com os três meses anteriores, a economia melhorou 0,2%. Se comparar com o PIB do segundo trimestre do ano passado, 2016, a economia cresceu 0,3%. Tem mais. Se a gente comparar o crescimento da economia nos meses de abril, maio e junho com o PIB acumulado nos quatro trimestres anteriores, aí a nossa economia continua em queda de 1,4%.

 

Prosa complicada, né mesmo? Então, de verdade tem o seguinte. Depois de um tempão de queda, e a gente na recessão oficial, agora, por causa do PIB positivo em dois trimestres seguidos, agora, sim, a gente pode falar, tecnicamente, que a economia brasileira saiu da recessão. Isso é o que vale. Mas por causa de que?

 

Direto para a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Pális. Tem ouvinte me perguntando de onde saiu este dinheiro para ter aumentado o consumo das famílias, o que levou ao PIB positivo, é o que diz a pesquisa oficial. Pois repasso a pergunta: de onde saiu o dinheiro, sô?

 

Outra pergunta para a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Pális. Tudo bem, teve os R$ 40 e tantos bilhões das contas inativas do FGTS. Mas acontece que o desemprego ainda está grande, ainda que diminuindo, e os salários não estão lá essas coisas. Ou estão?

 

Então, ficamos assim. O PIB subiu nos seis primeiros meses deste ano. Sinal de que a economia está subindo, mas devagar. Tanto que a indústria, e isso está na mesma pesquisa, ainda está com a produção em baixa. Por isso, é esperar pelo próximo trimestre: julho, agosto e setembro.

 

Então, tá. Inté e axé.

 

 

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.