Trocando em Miúdo: Famílias gastam R$ 190 em média com seu bichinho de estimação todo mês

04:34 Economia, Programetes 22/09/2017 - 01h56 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcasz

Olá, prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

A prosa de hoje mais uma vez está boa pra cachorro. Pode ser gato ou passarinho também. Os chamados animais de estimação do lar. Aliás, pesquisa aponta que 61% de seus donos garantem que eles são membros da família. E gastam com isso. Vamos nessa?


O educador financeiro José Vignolli, do Serviço de Proteção ao Crédito, coordenou uma pesquisa nacional com relação aos gastos com animal de estimação. Começando pelo seguinte. É um grande negócio, né mesmo?

 

Vamos, então, aos gastos com animais de estimação, comprados ou adotados. Segundo a pesquisa, na média, dá um gasto mensal, por família, por bicho, de R$ 189. Mas se for cachorro de madame, como se diz, nas classes A e B, mais ricas, o gasto sobe para R$ 224. Tem ainda mais este detalhe importante. O pessoal das classes mais pobres, chamadas de C, D, E, estes dizem que gastam até 10% da renda familiar com os bichinhos. Professor Vignolli, isso pesa, né?


Vamos em frente, sem miados, nem latidos. Professor José Vignolli, educador financeiro, na internet tem a página Meu Bolso Feliz. Ter um bicho de estimação em casa faz bem, aliás, a pesquisa aponta de um em cada quatro preferem adotar no lugar de comprar. Daí começam a gastar com coisas que não são necessárias, tipo xampu, banho só se for no pet shop, dentista, psicólogo para acompanhar o comportamento do bicho e até tratamento contra a obesidade.

 

Finalmente, a pesquisa também faz um levantamento dos donos dos cachorros e gatos. Metade são mulheres e a outra metade, homens. Além disso, 54% pertencem às classes C, D, E e 58% têm entre 25 e 44 anos. E o detalhe que os bichos gostam: 77% moram em casas. Afinal, só ter um bicho de estimação não conta. Tem mais é que gostar. Principalmente, um do outro.

 


Então, tá. Inté e axé.

 

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.