Trocando em Miúdo: Mais de 1 milhão de trabalhadores ainda não sacaram o abono salarial 2015

04:08 Economia, Notícias 27/12/2017 - 02h20 Brasília Embed

Apresentação de Eduardo Mancaz

Olá prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

A prosa de hoje vale para quem gastou por demais nas festas deste Natal e pode ter um dinheiro do PIS 2015 a receber e pode chegar até 937 reais, que é o valor do salário mínimo antes que ele suba 28 reais a mais a partir de janeiro. Vamos nessa.

 

Vence nesta quinta-feira, dia 28, o prazo para a pessoa sacar o abono salarial do PIS/Pasep, desde que ela tenha trabalhado, em 2015, e tenha recebido até dois salários-mínimos por mês. Só lembrando que este prazo ia vencer, na verdade, em 30 de junho passado mas foi prorrogada para 28 de dezembro.  O governo garante que este prazo agora é final mesmo.

 

Outra informação. 1,4 milhão trabalhadores ainda não retiraram o abono salarial a que tem direito porque tiveram carteira de trabalho  assinada em 2015.

 

Só em São Paulo, são mais de 436 mil.

 

Em compensação, até agora, quase 30 milhões retirararam o dinheiro a que tem direito. Dá 94% do total dos que tem este direito.

 

Mas tem umas exigências para quem quer saber. Para retirar o abono salarial do PIS-Pasep, que dá até 937 reais, é preciso ter trabalhado pelo menos 30 dias, com carteira assinada, em 2015. Tem outra coisa. Não pode ter recebido mais do que dois salários mínimos, na média, por mês.

 

Ou seja. Soma tudo que recebeu de salário em 2015, divide pelo numero de meses em que trabalhou, e daí não pode dar mais do que R$ 1874. Entendido?

 


Mais uma exigência. A pessoa tem que estar inscritono PIS-Pasep pelo menos há cinco anos. Por falar nisso, costume guardar o número do seu PIS sempre na sua carteira de trabalho. Se tiver alguma dúvida, tem vários jeitos de saber, tanto no Ministério do Trabalho quanto na Caixa. Mas guarde só este número de telefone que fica mais fácil. Telefone para 158.


Só lembrando mais uma coisa. E para quem trabalhou em 2016? Muitos já receberam.

 

Tem uma escala de liberação do dinheiro. Por exemplo. Está faltando ainda. No PIS. Nascidos em janeiro e fevereiro, a partir de 16 de janeiro de 2018.

 

Se for Pasep, funcionário público, final 5, a partir de 17 de janeiro de 2018. Mais uma coisa antes de fechar a prosa.


Este abono salarial é diferente da retirada das cotas do PIS-Pasep.

 

Cotas é quando a pessoa retira tudo da conta. Não é para todo mundo não. Vale para aposentados, sendo mulheres a partir dos 62 anos e homens a partir dos 65. Mas o governo pensa em dimuir esta data. Até porque esta limpeza da conta não acontecia todo ano. E fechando a prosa. A conta de PIS-Pasep não recebe mais. Um dia vai acabar.

 

Então, tá.

 

Inté e axé.

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.