Trocando em Miúdo: Saiba em quais situações a tarifa branca de energia elétrica é a melhor opção

04:27 Economia, Programetes 12/12/2017 - 09h58 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcaz

Olá prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

Prepare seu bolso aí porque a conta de energia elétrica pode ficar até cinco vezes mais cara do que hoje. Calma, calma que eu explico. É que vem aí um novo jeito de calcular sua conta de luz e de energia elétrica. É a chamada tarifa branca. Vamos nessa?

 


Pois então. Quem entrar neste novo sistema, a partir do dia primeiro de janeiro do ano novo que está chegando aí, vai poder escolher o sistema de conta branca que é o seguinte. Para quem aderir, haverá três horários diferentes de cálculo da conta.

 

E aqui adianto o susto do começo da prosa, de que a conta iria ficar cinco vezes mais cara.

 

É na hora de pico de consumo de energia elétrica, das seis da tarde às nove da noite. Daí então a pessoa calcula que vale a pena continuar como está hoje. E se tem capacidade para mudar os hábitos, inclusive tomar banho e passar roupa neste horário.

 

Mas vamos em frente.

 

Se a pessoa souber usar a energia dentro destes três horários diferentes, a conta pode ficar até uns 15 % mais barata.

 

É só concentrar o uso de tudo que consome energia elétrica entre dez da noite e cinco da tarde do dia seguinte. Ou no final de semana. O mesmo vale para os feriados.

 

Agora, quem usar energia, por exemplo, entre as cinco e seis da tarde e nove e dez da noite, paga três vezes mais caro do que os outros.

 

Maria Inês Dolci, vice-presidente da Proteste-Associação de Consumidores. explica se a tarifa branca de energia elétrica vai valer a pena.

 

Vamos então para os detalhes.

 

Dia primeiro vale para quem consome, na média, todo mês, mais de 500 kWh, ou seja, quilowat hora.

 

É só olhar na conta que aparece. Mas tem o seguinte. Mesmo nesta faixa de consumo, ninguém vai ser obrigado a passar para a tarifa branca.

 

Também pode aceitar, já agora em janeiro, quem começar uma conta nova.

 

Para acertar isso, tem que ir na distribuidora de energia elétrica da sua cidade.

 

Tem mais uma coisa importante. Quem aceitar a cobrança branca e depois achar que não vale a pena, pode sair a qualquer hora.

 

Terminando a prosa para economizar tempo. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica, agora em janeiro pode migrar o consumidor que gaste mais de 500 quilowats-hora por mês.

 

Em janeiro de 2019, vai valer para quem gasta mais de 250 quilowat-hora e a partir de janeiro de 2020, vai valer para todo mundo.

 

De qualquer forma, já sabe. Mesmo na conta normal. É bom não passar roupa no horário de pico. Ajuda todo mundo porque a companhia de luz acaba gastando mais. Quer dizer. Repassando para a conta de todos.

 

Então, tá.

 

Inté e axé.

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique