Trocando em Miúdo: Saiba o que fazer se você caiu na malha fina

03:49 Economia, Notícias 13/12/2017 - 06h43 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcaz

Olá prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

Atenção quem deu vacilo com a Receita Federal que está avisando mais de 74 mil profissionais autônomos, de médicos a pedreiros, que eles não pagaram corretamente a Previdência Social de todo mês.

 

Além disso, mais de 747 mil contribuintes declararam alguma coisa errada no Imposto de Renda deste ano e por isso cairam na Malha Fina. Vamos nessa.

 

Pois vamos aos caídos na malha fina do Imposto de Renda até porque o último lote de restitutuição do imposto retido está a caminho, com a devida correção pela taxa Selic a partir de maio passado.

 

Ou de qualquer um dos cinco anos anteriores porque pode ter gente nesta situação porque, inclusive, não acertou ainda as contas com o velho Leão.

 

Mas também pode ter gente na malha fina que pagou Imposto de Renda, mas não tanto quanto devia.

 

Na verdade, estes 747 mil que cairam na malha fina do Imposto de Renda representam apenas 2,6% do total dos contribuinte que declararam neste ano e que passaram dos 28 mihões de pessoas.

 

É gente que por causa da renda teve que declarar o imposto na Receita Federal, aliás, o que deve acontecer logo, logo, em março que está chegando mas é bom ir guardando as contas fechadas até 31 de dezembro.

 

Mas voltando aos que estão na malha fina e precisam acertar a situação. Nem todos estão devendo, necessariamente, porque muitas vezes se deve, falando que nem técnico da Receita Federal, se deve a “inconsistências das informações dadas”.

 

Pode até ser, por exemplo, um endereço diferente daquele que está na base da Receita. Ou a falta de recibo da declaração do ano anterior. Ou falta do CPF de algum dependente que, por sinal, a partir da próxima declaração, precisa ter declaração qualquer pessoa acima dos oito anos de idade.

 

 

Vamos ao principal. Como é que eu sei que estou na malha fina. Primeiro, se tinha restituição e não recebeu, com certeza está. Mas sempre é bom dar uma olhada, só por garantia.

 

E como é que eu faço? Simples.

 

Preste atenção porque não dá mais para dar uma passadinha direto na Receita Federal aí da sua cidade. Agora, é tudo online.

 

E se estiver devendo, acabou o prazo. Até a última devolução, a pessoa podia resolver antes. Agora, se estiver devendo, entra multa e tudo.

 

Mas como é que eu faço então, sô? Primeiro, você pode acessar o extrato do Imposto de Renda na página da Receita Federal na internet. O extrato está no CAC. Centro Virtual de Atendimento. 

 

Mas tem que usar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal. Mas você pode, antes, consultar o sétimo e último lote de devolução do imposto. Se o seu nome não estiver lá, e tiver direito a alguma restituição e ela não chegou, vá à luta.

 

Então, tá.

 

Inté e axé.

 


Trocando em Miúdo: Quadro do programa "Em Conta", da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique