Meirelles acredita que governo terá espaço fiscal para reduzir previsão de déficit em até R$ 40 bi

01:41 Economia, Notícias 24/01/2018 - 10h35 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

Em Davos, na Suíça, durante o Fórum Econômico Mundial, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o Brasil deve reduzir o déficit nas contas públicas, em 2018, em relação ao que foi enviado e aprovado no Congresso como meta para o orçamento deste ano.

 

Em agosto do ano passado, o governo mandou para o Legislativo projeto para poder gastar mais neste ano devido às dificuldades fiscais. O novo texto ampliou em R$ 30 bilhões os gastos de 2018, podendo chegar a um rombo nas contas públicas de R$ 159 bilhões.

 

Agora, o ministro da fazenda acredita que será possível reduzir esse valor de R$ 20 bilhões a R$ 40 bilhões da meta fiscal. Na Suíça, Meirelles afirmou que espera um crescimento do PIB de 3% para 2018, o que aumentaria a arrecadação, dando espaço para reduzir o déficit fiscal planejado.

 

O ministro também comentou o novo estatuto da Caixa Econômica Federal, que restringe as indicações políticas para os cargos de direção e de vice-presidência da instituição. Meireles disse que a nova regra não demoniza a política, mas estabelece critérios técnicos. A declaração rebate manifestação do líder do PP na Câmara, deputado Arthur Lira, que criticou a mudança que, segundo ele, demoniza a política e dá mais poder para equipe econômica do governo.

 

Quatro vice-presidentes da Caixa foram afastados do cargo pelo presidente Michel Temer após recomendação do Ministério Público Federal e o banco central. Os afastados são investigados por irregularidades no cargo. Após o episódio, o conselho de administração aprovou novo estatuto baseado na nova lei das estatais.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique