Trocando em Miúdo: Economista alerta para as dificuldades de 2018

04:09 Economia, Programetes 09/01/2018 - 02h04 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcasz

Olá, prezada pessoa ouvinte cidadã.

 

As festas acabaram, as contas começam a chegar, tem gente que continua de recesso, de férias, mas a vida continua para milhões de brasileiros que estão inadimplentes, quase 60 milhões sem conseguir pagar as dívidas em dia, sem emprego mais de 12 milhões e a prosa, então, é como é que vai ficar. Vamos nessa.

 

Então a gente conversa com Fernando Pinho. Ele é especialista em história da economia brasileira. Quer dizer, acompanha o que acontece faz tempo. Começamos 2018 sem as reformas feitas, apenas a trabalhista, os empregos ainda não deram a cara de volta, enfim, economista, primeiro 2017, ano passado. Tem alguma coisa  que a gente possa aproveitar deste ano que se foi?

 

Pois se 2017 foi assim, economista Fernando Pinho, o que a gente pode então esperar deste 2018? Será que, agora, a gente sai mesmo do fundo do poço?

 

Tem uma coisa que muita gente está esperando acontecer, que é a volta do emprego, até porque a taxa de desemprego continua alta, acima dos 12 milhões, no oficial. O emprego volta em 2018, economista Fernando Pinho?

 

Pois aí a gente chega noutro ponto, também ligado a isso tudo, que é a reforma da Previdência Social. Afinal, esta reforma acontece ou não?

 

Então, tá. Inté e axé.

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa Em Conta, da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda asexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.