Trocando em Miúdo: Esocial das grandes empresas começa dia 8

04:15 Economia, Programetes 02/01/2018 - 02h00 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcasz

Olá prezada pessoa ouvinte cidadã

 

Ano novo, vida nova, como dizia minha avó, então vamos em frente com esta prosa que, embora no trocado, já tem mais de dez anos de vida. E a prosa de hoje, qual é? Isto. Tem muita empresa que ainda não se ligou que no próximo dia oito, deste janeiro, já 2018, ela tem que estar ligada no eSocial.

 

Tem que já ter colocado lá 15 tipos diferentes de informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias tanto dela quanto do empregado. Vamos nessa.



Pois então. Esocial. Parecido com aquele esocial da doméstica já usado por muita patroa. Agora, a partir do dia 8, é a vez das grandes empresas. Começando pelas empresas com faturamento anual maior do que R$ 78 milhões.

 

A partir de junho, aí sim. O esocial vai ser obrigado para todas as empresas, inclusive para os MEIs, os micro empreendedores individuais. Para este pessoal, é bom já ir aprendendo como se faz, que equipamento usar e tal.

Mas voltando para o eSocial das grandes empresas que começa agora, dia 8 de janeiro. Elas tiveram alguns meses para instalar a tecnologia, fazer o treinamento do pessoal e organizar os dados que, no caso do empregado, acabam na folha de pagamento mensal.

 

Isto, entre outras coisas, tipo licença de saúde, aumentos, horas extras, pagamento do INSS, depósito do Fundo de Garantia. Mas aí então fica a pergunta. Este eSocial para as grandes empresas, é boa para quem?



Vamos então ouvir a palavra de um especialista no assunto. Silvanei Toffanin. Diretor da Direto Contabilidade, Gestão e Consultoria. Primeira coisa. As empresas tiveram tempo para preparar esta entrada no eSocial, não é mesmo?

 

Bom. Esocial das grandes empresas. Igual no eSocial das domésticas, vai juntar, num lugar só, todas as informações. No caso, muito mais. É isso mesmo, especialista Silvanei Toffanin?

 

Esó para fechar a prosa, especialista Silvanei Toffanin. Esocial das grandes empresas. A partir deste dia oito, com o trabalho feito, o que o departamento de pessoal vai ter que fazer ainda?


Só lembrando. Já estamos em 2018.

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa Em Conta, da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda asexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.
 

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.