Especialistas avaliam que soluções para greve vão afetar contas públicas; governo discorda

00:51 Economia, Notícias 27/05/2018 - 11h11 Brasília Embed

Apresentação Juliana Russomano

As medidas  para tentar pôr fim à greve dos caminhoneiros como reduções de tributos, subsídios, reserva de mercado. poderão agravar o rombo nas contas públicas e ampliar as incertezas em relação à recuperação econômica.

 

A avaliação é de especialistas da Fundação Getúlio Vargas,  do Ibmec e do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), ouvidos pela Agência Brasil. Para eles,  o pacote tem efeito somente no curto prazo e deixará uma herança complicada para 2019.

 

Mas, segundo o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, as desonerações não terão impacto nas contas públicas porque a Lei de Responsabilidade Fiscal obriga o governo a definir a fonte de recursos que compensará a perda de arrecadação.

 

Sobre as transferências do Tesouro para cobrir os prejuízos da Petrobras, o ministro disse que a despesa não desrespeitará o teto de gastos.

 

 

 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique