FGV diz que atividade econômica no país recuou 1% em maio

01:26 Economia, Notícias 14/06/2018 - 16h57 Rio de Janeiro Embed

Tâmara Freire

O Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE) para o Brasil caiu 1%, entre abril e maio, alcançando 116 pontos. O indicador tem a função de antecipar a direção da economia brasileira no curto prazo.

 

Dos oito componentes que formam o indicador, quatro contribuíram para a queda, com destaque para o Índice de Ações Ibovespa, que recuou 10,9%.

 

O Indicador Coincidente Composto da Economia, que mensura as condições econômicas atuais, também teve variação negativa, de 0,1%, no mesmo período.

 

Os indicadores são elaborados pela Fundação Getúlio Vargas e pelo The Conference Board e agregam componentes econômicos que medem a atividade econômica no Brasil antecipando tendências.

 

De acordo com a FGV, a reunião de todos eles em um único índice pretende filtrar ruídos. Para os economistas, o recuo significativo em maio reflete uma piora na percepção com relação à retomada do nível de atividades devido à dificuldade de aprovação de reformas e também ao desdobramento da greve dos caminhoneiros.

 

O índice permite que se faça uma comparação entre a evolução da economia do Brasil com a de 11 regiões e países pesquisados pelo The Conference Board, incluindo China, Estados Unidos e Zona do Euro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique