Procon-DF vai multar posto que não afixar cartaz com preço do diesel

02:32 Economia, Notícias 11/06/2018 - 16h03 Brasília Embed

Dayana Vitor

A maioria dos postos de combustíveis do SIA, Candangolândia, Asas Sul e Norte está cumprindo a determinação do governo federal de repassar ao consumidor o desconto de centavos no litro do diesel.

 

A reportagem percorreu oito estabelecimentos e todos tinham cartazes especificando o preço cobrado pelo diesel no dia 21 de maio, quando começou a greve dos caminhoneiros, e o preço de hoje. O desconto médio foi de mais de R$ 0,46.

 

O motorista de caminhão, Michael Alves, que abasteceu nesta segunda-feira em um posto da 204 Norte, reparou que o diesel está realmente mais barato nos últimos dias.

 

O servidor público aposentado, Carlos Antônio dos Santos, encheu o tanque na Candangolândia e reparou que o estabelecimento divulgou os preços cobrados antes e depois da greve. Mas sentiu que o desconto, na maioria dos postos, foi menor que R$ 0,46.

 

Em um posto da 105 Sul, o desconto repassado ao consumidor foi de R$ 0,15. A justificativa da placa no local era que esse foi o valor repassado pela distribuidora. Mas dois estabelecimentos: um da 210 Sul e outra da 205 Norte, resolveram passar o desconto de R$ 0,46  ao consumidor, mesmo sem terem comprando o diesel com desconto.

 

Nesta segunda-feira, o Procon DF começa a multar os postos que não deixarem claro para o consumidor o preço cobrado pelo diesel antes e depois da greve dos caminhoneiros. Os valores das multas variam entre  R$ 600 mil a 9 milhões, dependendo do tipo de infração.

 

No início do mês, o governo federal publicou medidas provisórias para garantir desconto de R$ 0,46 no litro do diesel por dois meses. Na semana passada, uma portaria do Ministério da Justiça especificou como será a fiscalização do cumprimento do desconto.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique