ANP descarta fixar periodicidade mínima para reajustes de combustíveis

01:11 Economia, Notícias 20/07/2018 - 12h04 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) descarta periodicidade mínima dos reajustes nos preços dos combustíveis.

 

As alterações quase diárias no preço do diesel foram um dos motivos que levaram os caminhoneiros a entrar em greve, no mês de maio. A categoria reclama que é difícil planejar o preço do frete com o combustível variando diariamente.

 

A ANP trabalha para editar uma resolução com mecanismos para dar mais transparência à formação dos preços. A decisão de não determinar uma periodicidade mínima para os reajustes foi baseada em uma tomada pública de contribuições realizada pela agência, com 179 sugestões de consumidores e representantes do setor do petróleo e gás.

 

De acordo com a ANP, a resolução ainda será submetida à consulta e audiência pública.

 

A Agência do Petróleo informou ainda que o texto recomendará o fim da divulgação antecipada das datas dos reajustes.

 

Outras medidas que devem ser priorizadas pela ANP são a entrada de novos atores no segmento do refino de combustíveis para ampliar a concorrência, causando a redução nos preços, além de mecanismos tributários para amortecer aumentos nos combustíveis.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique