TCU multa ex-diretor da Petrobras por irregularidades na Refinaria Abreu e Lima

01:22 Economia, Notícias 19/07/2018 - 17h24 Brasília Embed

Sayonara Moreno

O ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, vai ter de pagar quase  R$ 60 mil reais em multa, por irregularidades em contratos da estatal com a Refinaria Abreu e Lima. A punição foi aplicada pelo TCU, Tribunal de Contas da União. Seis ministros consideram as ações como formação de cartel com empreiteiras e recebimento de propinas.

 

A Refinaria do Nordeste, no Ceará, foi construída com orçamento superfaturado, o que, segundo o tribunal, causou prejuízos de R$ 2,7 bilhões à Petrobras. O TCU responsabiliza Renato Duque por supostamente participar de fraudes em licitações conduzidas pela Petrobras para a construção da refinaria.

 

Foi avaliado também que Duque teria usado o cargo de diretor para direcionar as contratações para as empresas que faziam parte do cartel, além de outras irregularidades. A multa de quase  R$ 60 mil deve ser paga por Duque ao Tesouro Nacional, no prazo de 15 dias, a contar a partir da data em que ele for notificado.

 

O TCU também determinou que, caso a multa não seja paga, deve ser cobrada judicialmente e ele deve perder o direito de exercer funções de confiança na administração pública por oito anos. Procurada pela nossa reportagem, a defesa de Renato Duque disse que não vai comentar a decisão.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique