Grande produção de cebola provoca queda no preço

01:52 Economia, Notícias 18/10/2018 - 17h16 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Quem frequenta os Ceasas do país vai notar que, apesar de alguns preços sofrerem oscilações, o da cebola continua em queda. No boletim divulgado nesta quinta-feira, pela CONAB, Companhia Nacional de Abastecimento, o produto apresentou a maior queda de preços entre as principais hortaliças que vão à mesa dos brasileiros.

 

A maior queda foi no Rio de Janeiro, onde o preço da cebola caiu 33%. Depois, as quedas maiores foram em São Paulo, Recife e Goiânia. O gerente de Modernização do Mercado Hortigranjeiro da Conab, Erick de Brito Farias, explica que mesmo com uma leve queda na produção, não afeta o preço, porque a cebola pode ser estocada.

 

De acordo com a CONAB, a grande produção de cebola no país está vindo principalmente das regiões Sudoeste, Nordeste e Centro-Oeste. Nem mesmo a exportação do produto causou desabastecimento no Brasil. A cebola brasileira é exportada para países como Paraguai e Argentina e essa movimentação aumentou quase quatro vezes em comparação com setembro do ano passado.

 

Apesar da boa notícia de queda da cebola, o mamão pode ficar mais caro e em alguns estados o preço subiu mais de 17%. Neste caso, o aumento pode ser explicado pela baixa produção, devido à falta de chuvas em algumas regiões do país. O famoso mamão papaya também teve redução na oferta, mas nem tanto, porque a procura pelo produto caiu nas regiões Sul e Sudeste, devido ao clima frio.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique