IBGE reduz para 6% estimativa de queda da safra de cereais neste ano

01:42 Economia, Notícias 11/10/2018 - 14h14 Rio de Janeiro Embed

Tâmara Freire

A nona estimativa de 2018 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 226,2 milhões de toneladas, 6% a menos do que foi colhido em 2017. Isso significa uma redução de mais de 14 toneladas milhões de toneladas.

 

O IBGE estima que a área a ser colhida deve chegar a 61 milhões de hectares o que também está abaixo dos resultados do ano passado.

 

De acordo com o instituto, a estimativa decorre principalmente da queda de 18,6 % na colheita do milho e de 5,7 % na de arroz, resultados que não conseguem ser compensados pelo aumento de 2 % na produção de soja.

 

Juntas, essas três culturas respondem por quase 93 % da estimativa de produção e 87 % da área a ser colhida.

 

Entre as Unidades da Federação, o Mato Grosso lidera como o maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 26,9%, seguido pelo Paraná  com 15,7% e o Rio Grande do Sul com 14,8%.

 

Esse resultado se  repete na distribuição por regiões, com o Centro-oeste na dianteira, seguido pelo Sul.

 

Já na avaliação por safras, o IBGE estima que fecharão o ano com variação positiva, além da soja, o trigo com aumento de quase 38 %, o algodão com cerca de 25% e a aveia com 54,3 %.

 

Ja culturas como a cebola, o feijão e a cana-de açúcar devem ter safra menores do que a do ano passado.