Após revisão, IBGE reduz queda do PIB de 2016 para 3,3%

00:00 Economia, Notícias 09/11/2018 - 14h31 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

O Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caiu em 2016 3,3% e não 3,5% como foi publicado na época. O resultado integra as Contas Nacionais referentes àquele ano, divulgadas nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.


O estudo consolida informações sobre as atividades econômicas do país no período, detalhando e revisando os dados inicialmente veiculados. Assim, o PIB alcançou no ano em análise a cifra de 6 trilhões 267 bilhões de reais.

 

A queda em 2016 foi decorrente de uma retração de 2,9% do Valor Adicionado Bruto e de 5,6% dos impostos sobre produtos. Os números confirmam retrações nos três setores econômicos: agropecuária, indústria e serviços.

 

As informações divulgadas pelo IBGE fazem parte do Sistema de Contas Nacionais, e são sempre revisadas dois anos após o período de referência, no caso 2016, a fim de apresentar dados mais detalhados e estruturados da situação econômica do país.

 

Com a revisão, além da queda disseminada pelos três grandes setores da economia, o Sistema de Contas Nacionais mostrou que houve baixa significativa na Taxa de Investimento em 2016, que ficou em 15,5%, a pior da série iniciada em 1995.

 

Apesar do momento negativo na economia, a poupança das famílias aumentou 12,1% em 2016, como resultado de uma queda no consumo.
 

Os dados indicam, ainda, que em 2016 o setor externo voltou a contribuir positivamente para o PIB, com as exportações subindo, embora menos que no ano anterior. Já a retração nas importações foi menor, também levando em conta a mesma base de comparação.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique