Piora a expectativa em relação ao mercado de trabalho em outubro, segundo a FGV

01:26 Economia, Notícias 08/11/2018 - 15h08 Rio de Janeiro Embed

Cristiane Ribeiro

Os dois indicadores da Fundação Getúlio Vargas, que medem o comportamento do mercado de trabalho no país, apresentaram piora de setembro para outubro, segundo comunicado divulgado nesta quinta-feira (08) pela instituição.

 

O Indicador Antecedente de Emprego recuou 0,2 e atingiu 90,8 pontos em uma escala de zero a 200 pontos - em que quanto maior a pontuação, pior é o quadro.


 
Este indicador tenta antecipar tendências do mercado de trabalho com base em entrevistas com consumidores e empresários dos setores da indústria e de serviços.


 
Segundo a FGV, o recuo do indicador mostra uma reversão do otimismo em relação à atividade econômica, que teve desempenho abaixo do esperado em 2018. Além disso, há incertezas em relação ao crescimento em 2019.


 
Já o Indicador Coincidente de Desemprego, calculado com base na percepção dos consumidores sobre o nível de desemprego no país, aumentou 2,6 e chegou a 100,2 pontos.


 
De acordo com a FGV, a piora desse indicador mostra um mercado de trabalho ainda bastante difícil. A Fundação Getúlio Vargas até reconhece um recuo suave das taxas de desemprego, mas em níveis tão tímidos que não dão aos trabalhadores uma sensação real de melhora.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique