Calor e chuvas fortes elevam preço do tomate; em Goiânia aumento foi de 90% em março

02:08 Economia, Notícias 16/04/2019 - 22h29 Brasília Embed

Graziele Bezerra

O tomate nunca esteve tão caro nos principais mercados atacadistas do país, segundo levantamento da CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento.

 

Goiânia foi a capital, entre as pesquisadas, que registrou a maior alta no mês de março: cerca de 90%.

 

O quilo do tomate na Ceasa da cidade, que já chegou a custar R$ 2, está custando R$5.

 

A gerente de Modernização do Mercado Hortigranjeiro da Conab, Joyce Rocha Fraga, diz que a culpa é do tempo quente e das chuvas fortes e, também, da baixa oferta do produto.

 

E pode preparar o bolso, porque, segundo a gerente da Conab, o consumidor vai sentir esse aumento.

 

A batata também subiu de preço em março. 

 

Aliás, o custo desse produto está em ascensão desde outubro do ano passado.

 

Por outro lado, apresentaram reduções o chuchu (50%), berinjela e quiabo (16%), couve-flor (12%) e vagem (8%).

 

Em relação às frutas, o preço do caqui sofreu queda de 48%, da tangerina (27%), do maracujá (14%) e da acerola (13%).

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique