Dia dos Pais deve ser marcado por 'lembrancinhas', aponta Fecomercio em São Paulo

02:15 Economia, Notícias 31/07/2019 - 14h52 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

Fernanda Souza está desempregada há pouco mais de mês e esse ano não vai ter jeito. Dia dos Pais vai ter, mas sem presente.

 

Consumidores como Fernanda ajudam a explicar os cálculos dos economistas da Fecomercio-SP.

 

A previsão da Federação do Comércio do Estado de São Paulo é de que o Dia dos Pais, vai ser marcado pelas “lembrancinhas”, repetindo o que aconteceu no Dia dos Namorados.

 

É que apesar do Índice de Confiança do Consumidor, em São Paulo, ter subido 3% entre junho e julho, o Índice de Consumo das Famílias ainda segue em queda, também de 3%.

 

Para Guilherme Dietze, assessor econômico da Fecomércio, com os altos índices de  desemprego e com os bancos dificultando o acesso ao crédito, apesar da vontade de comprar ter aumentado, ainda não vai dar para colocar a mão no bolso

 

Para estimular o consumo, Guilherme sugere que lojistas voltem a apostar no crediário, o antigo parcelamento das contas em carnês, já que os estudos de risco também apontam que os consumidores estão interessados em financiamentos, apesar do receio das instituições financeiras.

 

Nesse cenário, quem precisa vender fazer de tudo pra tocar o barco, como José Luiz, dono de uma banda na região da 25 de março, em São Paulo, o maior centro de comércio popular do país.

 

Os números da Fecomercio valem apenas para região metropolitana de São Paulo. Mas, a cidade costuma funcionar com um termômetro para o comércio de todo o país.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique