Inflação para família de baixa renda cai levemente em setembro

01:42 Economia, Notícias 07/10/2019 - 10h47 Rio de Janeiro Embed

Cristiane Ribeiro

A inflação para as famílias com renda mensal de até 2,5 salários mínimos caiu levemente na passagem de agosto para setembro deste ano.

 

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e divulgado nesta segunda-feira (7) ficou em 0,09% em setembro, ante a taxa de 0,11% registrada em agosto.

 

Com este resultado, o indicador acumula alta de 3,19% no ano. Nos últimos 12 meses, a inflação para as famílias de baixa renda acumula alta de 3,81%, acima da taxa de 3,51% registrada para o mesmo período pelo IPC-BR, que mede a inflação para todas as faixas de renda.

 


De acordo com a Fundação Getulio Vargas, em setembro, quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram recuo em suas taxas de variação: Habitação, influenciada pela queda na tarifa de eletricidade residencial; Alimentação, devido a queda nos preços das bebidas alcoólicas; Transportes, com a redução no preço do álcool combustível; e Comunicação, com a queda na tarifa de telefone residencial.

 


Em contrapartida, tiveram alta, os grupos Saúde e Cuidados Pessoais, com o avanço dos preços de artigos de higiene e cuidado pessoal; Vestuário, com o aumento dos preços das roupas da coleção Primavera-Verão; Educação, Leitura e Recreação, com o reajuste nos preços das passagens aéreas; e Despesas Diversas, com o aumento dos alimentos para animais domésticos.

 


A próxima divulgação do IPC-C1 acontecerá em novembro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique