Pesquisa estima que varejo e setor de serviços vão criar 100 mil vagas temporárias de fim de ano

02:29 Economia, Notícias 05/10/2019 - 09h58 São Paulo Embed

Nelson Lin

O setor de varejo e serviços deve abrir mais de 100 mil vagas para o fim de ano. A maioria das vagas será temporária e de trabalho informal. Com relação ao ano passado houve uma grande melhora, pois, em 2018, foram criadas cerca de 42 mil vagas.

 

A informação é da pesquisa feita pela Confederação Nacional dos Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), divulgada no fim de setembro.

 

Stefany Correia, desempregada desde Julho, é uma das que esperam conseguir um trabalho como vendedora agora nesse período de festas.

 

De acordo com a pesquisa, 58% dos empresários acreditam que as vendas deste fim de ano serão melhores que as do ano passado. E por isso, 49% pretendem abrir vagas informais para o suprir a demanda do fim de ano e 45% pretendem contratar com carteira assinada.

 

A maior parte das contratações deve se concentrar em outubro e  novembro, e grande parte das vagas abertas será para ajudante geral, vendedor e balconista.

 

Para os empresários, a contratação informal se justifica pelo fato de precisarem da mão de obra apenas para o período das festas, e outro fator citado é que, com a contratação informal, irão reduzir os custos, uma vez que, em tempos de crise, acreditam que mais pessoas estão dispostas a fazerem bicos.

 

José Rodrigues de Lima é um desses, pois procura emprego há mais de um ano como ajudante geral e disse que espera conseguir ao menos alguns bicos neste fim de ano.


Para a economista-chefe do SPC, Marcela Kawauti , o trabalhador que conseguir a vaga de trabalho temporária deve se empenhar para ser efetivado. De acordo com a pesquisa, dos 52% dos empresários que irão criar postos de trabalho temporário, 40% têm planos de efetivar o trabalhador.

 

A pesquisa ouviu mais de 1177 empresários que atuam no setor de comércio de todo o país, entre 1º a 16 de Agosto.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique