Taxa de desemprego tem leve queda, mas informalidade aumenta, diz IBGE

02:24 Economia, Notícias 31/10/2019 - 17h06 Rio de Janeiro Embed

Tâmara Freire

A taxa de desemprego no Brasil fechou o trimestre móvel encerrado em setembro em 11,8%, uma leve queda em relação tanto ao trimestre anterior, quando 12% da população estavam sem trabalho, quanto ao mesmo período do ano passado, quando ficou em 11,9%.

 

Apesar disso, o país ainda tem 12 milhões e meio de desempregados. Menos do que no último trimestre, mas a mesma quantidade do que a registrada em setembro de 2018. Apesar da melhora quantitativa, a pesquisadora do IBGE, Adriana Beringuy, aponta que houve uma piora qualitativa, já que essas novas vagas estão sendo geradas na informalidade.

 

A quantidade de empregados sem carteira chegou a 11,8 milhões, o que é 2,9% a mais do no trimestre anterior e 3,4 % maior na comparação com o mesmo período de 2018. O número de trabalhadores por conta própria também subiu 1,2% com relação ao trimestre encerrado em junho, e 4,3% frente a setembro do ano passado.

 

Por outro lado, os empregos com carteira assinada somaram 33,1 milhões, o que representa estabilidade nas duas bases de comparação. Já a população desalentada, composta pelas pessoas que desistiram de encontrar um emprego, recuou 3,6% na comparação entre trimestres, ficando estável entre os anos. Ainda assim, são 4,7 milhões de pessoas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique