Intenção de consumo das famílias sobe 1,3%; CNC diz que taxa é tendência no fim de ano

01:46 Economia, Notícias 21/11/2019 - 12h44 Rio de Janeiro Embed

Cristiane Ribeiro

O Índice de Intenção de Consumo das Famílias registrou em novembro a quarta alta consecutiva. Em relação a outubro, a taxa cresceu 1,3% e, na comparação com novembro do ano passado, o avanço foi de 8,7%.

 

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (21) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e indicam que as famílias estão suscetíveis a comprar mais, diferente do que aconteceu no primeiro semestre, quando as famílias estavam mais cautelosas.

 

A pesquisa da CNC mostra, ainda, um aumento de 4,5% no subindicador Momento para Duráveis. De acordo com o economista Antônio Everton, da CNC, esta alta significa que as famílias estão mais interessadas na compra de eletrodomésticos, televisores e outros aparelhos.

 

Antônio Everton lembra que o resultado da pesquisa acompanha a tendência de final de ano, quando as famílias aumentam o nível de consumo. Segundo ele, neste segundo semestre, o otimismo está maior devido à estabilidade da inflação e a queda na taxa de juros.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique