Presidente defende a não exclusão de atividades que podem atuar como Microempreendedores Individuais

00:00 Economia, Notícias 08/12/2019 - 13h00 Brasília Embed

Dayana Vitor

No Twitter, o presidente Jair Bolsonaro disse que determinou o envio ao Comitê Gestor do Simples Nacional da proposta de revogação da medida que revisou uma série de atividades que podem que podem atuar como MEI- Microempreendedores individuais.


A medida resultou na exclusão de algumas profissões do programa como astrólogo, músico, DJ, esteticista, humorista, contador de histórias e outras. Mas incluiu, por exemplo, motorista de aplicativo, quitandeiro e serralheiro.


A Secretaria Executiva do Simples Nacional informou que a proposta do presidente Jair Bolsonaro será encaminhada ao Comitê Gestor do programa. Também a sugestão de revisar a lista das 500 atividades que podem atuar como microempreendedores individuais.


Antes da decisão de Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do Democratas, comentou no Twitter que não era favorável a exclusão de artistas da lista de microempreendedores individuais. Afirmou ainda, que havia recebido uma ligação do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, também do Democratas, comunicando que colocaria o decreto na pauta de votação da próxima terça-feira. Maia disse também que o assunto entraria na pauta de análise da Casa, assim que fosse apreciado no Senado.


A revisão da lista dos profissionais que poderiam se tornar microempreendedores individuais foi publicada no diário oficial da união na última sexta-feira.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique