CGU aponta irregularidades no transporte escolar em municípios

02:23 Educação, Notícias 29/06/2015 - 22h57 Brasília Embed

Kariane Costa

Ônibus sem registro ou equipamentos de segurança, condutores que não atendem aos requisitos do Código de Trânsito Brasileiro, falhas em licitações e indícios de desvio de dinheiro. Esses são alguns dos problemas encontrados no relatório de avaliação do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar, elaborado pela Controladoria Geral da União.

 

O estudo aponta também a ausência de fiscalização dos conselhos municipais, que deveriam acompanhar o uso dos recursos financeiros no programa. Como explica o diretor de auditoria da área social da CGU, Victor Godói.

 

O trabalho da CGU recomendou a devolução de cerca de R$ 3 milhões pagos a algumas empresas contratadas ilegalmente. Agora com a apresentação do relatório, Victor Godói informa as providências que serão tomadas.

 

Sonora: “Identificou uma série de problemas, desde direcionamento, sobrepreço, até pagamento indevidos. Casos de despesas incompatíveis com o objeto do programa. A gente encaminha o relatório ao gestor federal, ao Tribunal de Contas da União e a depender do caso, pode ser encaminhado aos Ministérios Públicos para que possam adotar as providências no âmbito de suas competências”.

 

Como resultado positivo, o relatório aponta que o programa atende à maioria dos estudantes. O estudo analisou 131 municípios escolhidos por meio de sorteio.

 

O Programa de Transporte Escolar atende alunos da área rural.

 

Mais informações sobre o documento no site: www.cgu.gov.br

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique