Professores do DF decidem em assembleia manter greve que já dura 15 dias

01:16 Educação, Notícias 29/03/2017 - 20h09 Brasília Embed

Solimar Luz

De acordo com o sindicato da categoria, 10 mil servidores participaram do ato. Segundo a Polícia Militar, o grupo era de aproximadamente mil pessoas.

 

Em liminar, o Tribunal de Justiça determinou na última segunda-feira, que a greve é abusiva.

 

A pedido do governo de Brasília,  a Justiça decidiu pelo retorno de 100% dos professores as escolas, além de autorizar o corte do ponto dos grevistas, comenta o secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio.

 

Os professores reivindicam o início da equiparação salarial com os outros servidores do GDF, que está previsto no Plano Distrital de Educação.

 

Um novo ato dos professores está marcado para esta quinta-feira, na praça do Relógio, em Taguatinga, e na sexta-feira na Rodoviária do Plano Piloto. E uma nova Assembleia da categoria está marcada para o dia 4 de abril.