Violência prejudica quase 70 mil alunos no Rio somente nos três primeiros meses do ano

01:27 Educação, Notícias 18/04/2017 - 21h04 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

A violência no Rio de Janeiro prejudicou quase 70 mil alunos, somente este ano, com interrupções na atividade escolar. Foram 30 dias de paralisações em diferentes unidades municipais de ensino da capital fluminense desde o primeiro dia de aula, no dia 2 de fevereiro.

 

Somente na manhã desta terça-feira, segundo a Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer, duas unidades de ensino tiveram que fechar, deixando 792 crianças sem aulas.

 

O secretário municipal de Educação, Esportes e Lazer, César Benjamin, esteve nesta terça-feira na unidade no Jacaré, na Zona Norte do Rio, onde uma auxiliar levou um tiro de raspão. A funcionária preparava o banho das crianças e estava com um bebê no colo quando foi atingida no ombro esquerdo.

 

A bala perfurou a janela de uma das salas do maternal da escola, que atende 125 crianças e quase 500 alunos até o sexto ano.

 

Em conversa com diretores e professores, o secretário ressaltou que pretende formalizar protocolos, elaborados em comum acordo com a Secretaria de Segurança Pública, para que a ação policial não ameace a rotina das escolas e a vida de seus integrantes.

 

César Benjamin informou, também, vem discutindo alterações na gratificação para os profissionais que trabalham nas escolas de difícil acesso para incluir as instituições de ensino situadas em áreas de risco.