Professores da Uerj decidem manter greve iniciada em agosto

01:15 Educação, Notícias 18/08/2017 - 14h51 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

Os professores da Uerj, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, resolveram continuar com a greve iniciada no dia primeiro de agosto. A decisão foi tomada em assembleia da categoria, realizada nesta quinta-feira.

 

As razões para a manutenção da paralisação, mesmo após o pagamento dos salários atrasados por parte do governo do Estado, são relacionadas às condições de manutenção e infraestrutura da universidade.

 

De acordo com os professores, as empresas e funcionários terceirizados responsáveis por serviços de manutenção da infraestrutura e equipamentos, limpeza, segurança e operação do restaurante universitário continuam sem receber.

 

Segundo os docentes, isso afeta as condições de funcionamento da universidade, impossibilitando o desempenho das atividades de maneira adequada.

 

Além disso os professores reivindicam que o governo do estado divulgue um calendário de pagamento dos próximos salários e garanta a isonomia entre os servidores, para que todos recebam no mesmo dia, algo que não vem ocorrendo ultimamente.

 

A categoria também decidiu realizar uma nova assembleia no próximo dia 24 para definir os rumos do movimento.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique