Primeiro dia de provas do Enem tem 30% de abstenção, o maior índice desde 2009

03:31 Educação, Notícias 05/11/2017 - 22h48 Brasília Embed

Mariana Martins

30% dos candidatos inscritos não compareceram a prova do Enem realizada neste domingo. Esse é o maior número de abstenções desde o 2009, quando o Enem passou a ser utilizado de forma ampla para ingresso nas universidades do país.

 

Para esta edição, estavam inscritos 6 milhões e 700 mil candidatos e, segundo o Ministro da Educação Mendonça Filho, o número de abstenções estava dentro do esperado.

 


Ao todo 273 pessoas foram eliminadas neste primeiro dia de prova, sendo que 264 por descumprimento das regras gerais do edital e nove por estarem com equipamentos proibidos e que foram identificado por detectores de metal. Esse número é muito inferior ao do ano passado, quando 3.942 candidatos foram eliminados, segundo o Ministro da Educação.

 

Contudo, este ano as provas estão sendo aplicadas, pela primeira vez, em dois domingos diferentes e, portanto, estes números não são definitivos e podem aumentar com as abstenções da última prova.

Ao todo foram registradas 4 ocorrências, sendo duas por participantes que saíram de sala com o caderno de prova em mãos antes do horário permitido e duas por falta de energia em locais de realização das prova. Um dos candidatos que saiu da sala com a prova na mão foi identificado e foi desclassificado, outro ainda não foi identificado.

 

Quanto aos estudantes que estavam nas escolas que ficaram sem luz, uma em Teresina, no Piauí e outra em Uruaçu, em Goiás, farão suas provas em dezembro, quando há a reaplicação do Enem para as pessoas que são privadas de liberdade e demais intercorrências. Além dessas ocorrências, um aluno foi identificado com um cigarro de maconha no bolso, mas pode fazer a prova e não foi eliminado.

 

A polêmica em torno dos critérios de correção das redações também foi tema da coletiva. O Ministro da Educação falou que a decisão do STF será respeitada e que a decisão de não recorrer foi também para garantir segurança e estabilidade para quem está realizando a prova.

 

O Ministro avaliou ainda positivamente o tema da redação que foi “Desafios para formação educacional de Surdos no Brasil” . Falou que o Brasil precisa enfrentar essa questão.

 

Neste domingo foram realizadas as provas de ciências humanas, ciências da natureza e redação. No próximo domingo, as provas continuam e serão aplicadas nos mesmos lugares e também no mesmo horário de início. A prova da semana que vem, contudo, terá uma hora a menos de duração.