História Hoje: Há 65 anos, Londres era tomada pelo nevoeiro de fumaça que matou milhares de pessoas

02:14 Educação, Programetes 05/12/2017 - 09h05 Brasília Embed

Apresentação José Carlos de Andrade

Em 5 de dezembro de 1952, acontecia o Big Smoke, nevoeiro que causou grande poluição atmosférica na cidade de Londres e matou milhares de pessoas.

 

O fenômeno foi considerado como um dos maiores impactos ambientais registrados até então, causado pela queima de combustíveis fósseis na indústria e nos transportes. 

 

Segundo cálculos das autoridades londrinas da época, o nevoeiro causou a morte de 12 mil pessoas e deixou outros 100 mil doentes, vítimas de infecções respiratórias. O desastre ambiental começou com a chegada de uma frente fria a Londres, que fez com que as pessoas queimassem mais carvão do que o de costume. O nevoeiro chegou a interromper o trânsito nas ruas e até os espetáculos teatrais foram cancelados, pois a fumaça invadiu os espaços internos.

 

O grande número de mortos deu um importante impulso aos movimentos ambientais e levou a uma reflexão acerca da poluição do ar. Foram implantadas regulamentações legais restringindo o uso de combustíveis sujos na indústria e banindo a fumaça negra. O carvão contém, além de enxofre, outros metais pesados e altamente tóxicos como mercúrio, níquel, cádmio e arsênio.

 

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados a cada dia do ano. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.