Professores do Amazonas avaliam proposta do governo nesta segunda; 80% das escolas estão sem aulas

01:39 Educação, Notícias 02/04/2018 - 07h55 Brasília Embed

Renata Martins

Professores do Amazonas decidem nesta segunda-feira se aceitam proposta de reajuste abaixo do reivindicado pela categoria.

 

Uma assembleia convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas – Sinteam está marcada para as três e meia da tarde na Praça do Congresso, em Manaus. De acordo com a entidade sindical, a assembleia vai deliberar se a categoria  aprova ou não a proposta do governo e decidir futuro da greve.

 

Pelo menos 80% das escolas da rede estadual estão sem aulas no Amazonas.

 

Professores e demais trabalhadores da educação pedem 35% de reajuste – uma estimativa das perdas salariais pelos quatro anos sem aumento. O governo propõe de 14,57%  divididos ao longo do ano. Os 4,57% - da primeira proposta do executivo estadual seriam pagos imediatamente. Os 10% restantes escalonados até dezembro.

 

Os trabalhadores em educação também reivindicam aumento no Vale-Alimentação, que atualmente é  R$ 220  para R$ 600. O governo propõe reajustar para R$ 420.

 

A proposta do governo atende outros pedidos da categoria: manutenção do plano de saúde, vale-transporte sem o desconto no contracheque, reajuste do auxílio localidade de R$ 30 para até R$ 1mil, progressões salariais e revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique