Projetos voluntários no RS e no RJ reciclam material escolar para reaproveitamento

02:48 Educação, Notícias 16/04/2018 - 12h44 Brasília Embed

Dayana Vítor

Sabe aquela mochila velha, suja, rasgada, o pedacinho de lápis, o caderno usado com muitas folhas ainda em branco que seu filho não quer mais? Todos esses itens podem virar materiais escolares novinhos em folha. E é isso que ocorre no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro. Os dois estados têm projetos sociais que coletam material usado para a reciclagem.

 

Lá na cidade gaúcha de Caxias do Sul, no ano de 2011, surgiu o projeto Passarte. O estudante da Escola Municipal Mansueto Serafini, Felipe Pessoa, então com 13 anos, teve a ideia de dar nova cara ao material escolar que muitas crianças não queriam mais.

 

O projeto foi estendido para cidades de Feliz, Araranguá, Itajaí e Novo Hamburgo, todas no Rio Grande do Sul e reaproveita todo tipo de objeto escolar.

 

No Rio de Janeiro, a mãe e produtora Sheila Peres teve a ideia de reciclar material escolar, quando arrumava a mochila da filha e viu muitos itens usados que poderiam ser reaproveitados. Daí surgiu, a iniciativa Páginas em Branco. O projeto está recolhendo em escolas cadernos que não foram totalmente usados para serem transformados em novos. Sheila explica o que a iniciativa fará com o material. “A proposta é pegar o material em branco e fazer novos cadernos. E a parte usada vai para cooperativas venderem e o material ser reciclado”.

 

A professora da faculdade de educação da Universidade de Brasília (UnB) Rita Silvana Santana argumenta que os materiais escolares são importantes no processo de aprendizado das crianças.

 

Quem quiser outras informações sobre esses projetos, pode acessar o site passarte.org.br para a ONG do Rio Grande do Sul ou o festivaldenatal.com.br, para o projeto do Rio de Janeiro.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.