Quase metade dos inscritos no Bolsa Permanência já garantiram o benefício

02:34 Educação, Notícias 27/07/2018 - 15h21 Brasília (DF) Embed

Maísa Penetra

Desde junho, quando tiveram início as inscrições para o programa Bolsa Permanência, 2.302 estudantes se cadastraram no sistema para garantir o benefício. Desse total, 1.063 já foram contemplados. As inscrições seguem até o dia 31 de agosto.

 

A Bolsa Permanência é um auxílio financeiro de R$ 900 pago a estudantes indígenas e quilombolas de instituições federais de educação superior em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

 

Este ano, foram abertas 2.500 vagas, mas para os movimentos indígena e quilombola, a oferta é insuficiente. É o que afirma a estudante da Universidade Federal do Oeste do Pará, Luana Kamaruara.

 

A professora Maria Helena Tavares quando se formou pela Universidade Federal de Mato Grosso foi a única quilombola autodeclarada da turma e passou diversas dificuldades financeiras. No mestrado, a situação não foi diferente. 

 

Hoje ela é professora da Escola Estadual Quilombola José Mariano Bento, em Barra do Bugres, em Mato Grosso. Para ela, a oferta de bolsas ainda não é a ideal, mas as mobilizações para que o programa se adapte às necessidades das comunidades continuam.

 

Para se candidatar a uma vaga, os estudantes devem atender a alguns critérios como renda familiar per capita de até um salário-mínimo e meio, estar matriculado em curso de graduação presencial ofertado por instituição federal de educação superior por até dois semestres após o tempo regular do curso; comprovar a condição de estudante indígena e quilombola por meio da autodeclaração e da declaração de sua respectiva comunidade sobre sua condição de pertencimento étnico; comprovar residência em comunidade indígena ou quilombola, por meio de declaração da Funai ou da Fundação Cultural Palmares.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique