Mais de 300 candidatos participaram do 1º vestibular indígena em 5 cidades

01:55 Educação, Notícias 03/12/2018 - 17h03 Brasília Embed

Maíra Heinen

354 candidatos indígenas disputaram, neste fim de semana, 72 vagas no primeiro vestibular indígena realizado pela Universidade Estadual de Campinas, uma das maiores do país.

 

A prova foi aplicada em cinco cidades: Campinas, São Paulo, Dourados, em Mato Grosso do Sul, Manaus, Recife, e São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas.

 

A taxa de abstenção foi alta: cerca 42% dos inscritos não compareceram. Mas, de acordo com a comissão de vestibular da Unicamp, o percentual está dentro do padrão observado em outros vestibulares indígenas e já era esperado, devido às dificuldades de deslocamento que diversos povos enfrentam.

 

Os três cursos mais procurados foram: enfermagem, administração e farmácia.

 

Para o coordenador executivo da Comissão de Vestibular da universidade, professor José Alves Neto, com o vestibular exclusivo para indígenas, a Unicamp sinaliza que quer ter diversidade em seus campi.

 

Segundo José Alves, as questões foram elaboradas de forma mais direta e tiveram maior contextualização com a realidade dos diferentes povos.


Para não ser desclassificado, o candidato precisa acertar, no mínimo, 10 questões de múltipla escolha e obter, no mínimo, cinco pontos na prova de Redação (de um total de 25 pontos).

 

O resultado será divulgado na página da Comissão de Vestibular da Unicamp, no dia 29 de janeiro.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.