Na Trilha da História: Revolução de 1932, quando os paulistas desafiaram o governo de Getúlio Vargas

06:12 Educação, Programetes 22/04/2019 - 13h05 Brasília Embed

Apresentação Isabela Azevedo

Olá! Eu sou a Isabela Azevedo e está começando mais uma versão reduzida do Na Trilha da História!

 

Hoje, nosso tema é a Revolução Constitucionalista de 1932, uma insurreição das forças de São Paulo contra o Governo central de Getúlio Vargas, que havia assumido o comando do país na chamada Revolução de 30.

 

Serão dois episódios sobre o assunto!

 

No de hoje, vamos entender o que foi a Revolução de 30 e como eclodiu o movimento de 32. Na semana que vem, vamos falar sobre os quase três meses de batalha.

 

Nosso entrevistado é o jornalista Luiz Octavio de Lima, autor do livro “1932 – São Paulo em chamas”, lançado pela editora Planeta. Luiz Octavio nos conta que em 31 de outubro de 1930, o gaúcho Getúlio Vargas chegou de trem ao Rio de Janeiro para assumir o comando do país.

 

Naquele ano, a Política do Café do Leite havia entrado em colapso.

 

“ Revolução de 30 parte das eleições de 1929, quando ainda vigorava a chamada política do Café com Leite, os presidentes se alternavam entre paulistas e mineiros. E já havia um candidato escolhido pelo presidente Washington Luís, que representava os paulistas. Ele indicou Júlio Prestes e essa indicação quebraria a alternância entre Minas e São Paulo.”


Os mineiros juntaram-se, então, aos gaúchos e aos paraibanos para lançar Getúlio como candidato à presidência.  Mas, ele perdeu nas urnas para Júlio Prestes, que, em março daquele ano, garantiu o primeiro lugar na corrida presidencial, com mais de um milhão de votos – 300 mil a mais que os de Getúlio.

 

“Mas, a partir dali, os partidários do Getúlio Vargas começaram a contestar o resultado das eleições. Então, houve uma ruptura que culminou na deposição do Washington Luís no final do mandato dele e para garantir que Julio Prestes não assumisse o poder.”


Washington Luís foi obrigado a deixar o poder e Getúlio assumiu oficialmente o comando do Governo Provisório no dia 3 de novembro de 1930. O gaúcho nomeou interventores para o governo dos estados. Mas nenhum dos escolhidos por Getúlio para comandar São Paulo permanecia por muito tempo no posto.

 

“Ele nomeou para quase todos os estados do Brasil interventores locais, pessoas que eram da política local, civil ou militares, mas em São Paulo ele já nomeou de cara o pernambucano João Alberto. Ele desagradou de tal forma a população de São Paulo que ele acabou sendo substituído e no total foram seis interventores nesse período entre 30 e 32. E acabou optando no final por um civil e paulista, o Pedro de Toledo, mas era um diplomata já velhinho. E o Getúlio achou que com essa solução ele iria agradar aos paulistas, ia ficar livre dessa dor de cabeça  e o interventor que ele tinha nomeado seria um fantoche.”


Os paulistas, porém, não se contentaram. Diante da truculência do governo federal e da demora para a promulgação de uma nova constituição, um levante armado tomou conta das ruas de São Paulo em 9 de julho de 1932. O movimento passou para a história com o nome de Revolução Constitucionalista. 

 

“São Paulo viveu o clima de uma guerra e fez um esforço de guerra. Estudantes, donas de casa, pessoas ricas, todos fizeram a sua parte.”


Esta foi a versão reduzida do Na Trilha da História! O episódio completo traz, além da entrevista na íntegra com o jornalista Luiz Octavio de Lima, músicas sobre as revoluções de 30 e de 32! Para ouvir, acesse: radios.ebc.com.br/natrilhadahistoria. / E se você quiser enviar uma mensagem pra gente, nosso e-mail é culturaearte@ebc.com.br. Até semana que vem, pessoal!

 

*Na Trilha da História: Apresenta temas da história do Brasil e do mundo de forma descontraída, privilegiando a participação de pesquisadores e testemunhas de importantes acontecimentos. Os episódios são marcados por curiosidades raramente ensinadas em sala de aula. Tem periodicidade semanal. Acesse aqui as edições anteriores.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique