Primeira mulher indígena obtém título de doutorado na UnB

03:04 Educação, Notícias 03/08/2019 - 15h34 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Diante de uma educação que não era voltada para a cultura do seu próprio povo, a indígena Eliane Boroponepá, da etnia Umutina, se viu desafiada a devolver o orgulho da cultura ao seu povo. Ela se tornou, há cerca de um mês, a primeira mulher indígena a ter o título de doutorado em antropologia, pela Universidade de Brasília.

 

Para Eliane, ocupar o ambiente acadêmico é uma forma de se posicionar, politicamente, a favor do movimento indígena.

 

A tese defendida, em julho deste ano, pela agora doutora Eliane Boroponepá, trata justamente sobre a cultura indígena na educação escolar. Mas Eliane encontrou uma forma de contribuir para a manutenção da cultura de seu povo, não apenas com a tese.

 

Ela é professora em uma escola lá na comunidade de Umutina, a 15 quilômetros da cidade Barra do Bugres, em Mato Grosso. Para Eliane, ter uma escola que leva para os estudantes a importância dos saberes tradicionais é uma forma de fortalecer a cultura e uma oportunidade que ela não teve enquanto criança.

 

Eliane agora serve de exemplo para outros indígenas, que têm oportunidades para ingressar na UnB, que foi pioneira no assunto. É o que explica a também antropóloga da instituição, Mônica Nogueira.

 

Segundo Eliane Boroponepá, a população Umutina foi quase toda exterminada, ao longo dos anos, chegando a restar apenas 23 membros, em meados do século 20. Hoje, o território em que ela vive possui cerca de 600 indígenas, de nove etnias diferentes. Eliane é formada em Ciências Sociais, pela Universidade estadual do Mato Grosso e é especialista em educação indígena. Assim como no doutorado, defendeu o mestrado pela UnB, na área de sustentabilidade de povos tradicionais. O resultado? Uma dissertação que virou livro, publicado no ano passado.

 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique