Sindicato vai pedir à Justiça suspensão de aulas em creches conveniadas ao governo do DF

02:08 Educação, Notícias 17/03/2020 - 11h06 Brasília Embed

Kariane Costa

O Sindicato dos Professores de Ensino Particular do DF vai entrar na Justiça para suspender as aulas nas creches conveniadas ao governo local.

 

A decisão foi tomada após reunião do sindicato e outras entidades ligadas aos colégios particulares, como parte do conjunto de atitudes tomadas para o enfrentamento do novo coronavírus, realizada nesta segunda-feira.

 

Já sobre as creches particulares, Alexandre Veloso, presidente da Associação de Pais de Alunos das Instituições de Ensino do DF, explica que o decreto da última semana não deixa claro se as creches privadas podem abrir suas portas.

 

Hoje as creches das redes públicas ou conveniadas estão abertas para receber crianças abaixo de 4 anos.

 

Em nota, a Secretaria de Educação informou que em relação às creches particulares, o funcionamento fica a critério das escolas privadas.

 

O decreto assinado pelo governador Ibaneis Rocha, que determinou a suspensão das atividades em instituições de ensino, faculdades e universidades, durante 20 dias, não inclui creches.

 

Alexandre Veloso explicou, ainda, que foi criado um comitê de acompanhamento do setor de educação, composto por várias entidades, que vão discutir medidas educacionais em relação ao coronavírus.

 

Sobre a antecipação do recesso da rede particular de ensino do DF, ficará a critério de cada instituição.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique