Motoristas terceirizados integravam quadrilha que roubava cargas dos Correios

01:47 Geral, Notícias 31/10/2014 - 16h32 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

O chefe da delegacia de Repressão a Crime contra o Patrimônio da Polícia Federal, delegado Fábio Andrade, concedeu entrevista coletiva, nesta sexta-feira, para explicar como organizações criminosas agiam nos roubos de encomendas dos Correios.

 

Os grupos atuavam nas zonas norte e oeste do Rio. Durante as investigações, foram identificadas sete pessoas que tiveram mandados de prisão expedidos pela Justiça.

 

Seis foram cumpridos durante a Operação GPS, e um integrante continua foragido. Também foram expedidos sete mandados de busca e apreensão.

 

De acordo com Fábio, a quadrilha fez pelo menos 25 roubos e três integrantes são motoristas terceirizados dos Correios, que passavam informações privilegiadas aos comparsas e simulavam um assalto.

 

 

A mercadoria era levada para o complexo do Chapadão, na zona norte da cidade, onde os produtos eram revendidos. Os agentes fizeram as prisões em Guadalupe, Campo Grande, São João de Miriti e Coelho Neto. Também foram apreendidos eletroeletrônicos como televisores e notebooks.

 

 

Os integrantes da quadrilha estão presos no presídio de Ary Franco, em Água Santa, na zona norte do Rio, e vão responder por roubo, associação criminosa, comunicação falsa e apropriação indébita. As penas podem chegar até dez anos de prisão.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique