Concessionárias de energia pedem novos prazos para início de operações na Amazônia

01:15 Geral, Notícias 03/02/2015 - 12h37 Brasília Embed

Graziele Bezerra

Pedidos de prorrogação de prazos e perdão de multas feitos pelas concessionárias de grandes usinas na Amazônia, que seriam analisados nesta terça-feira (3) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) foram retirados da pauta de reunião da diretoria.

 

A Energia Sustentável, responsável pela gestão de Jirau, no Rio Madeira, solicita à agência que sejam reconsiderados alguns prazos para a entrada em operação comercial das unidades geradora de energia.

 

Já a Santo Antônio Energia, gestora da usina Santo Antônio, também no Rio Madeira, pede a suspensão de multas e sanções impostas por atrasos na operação comercial.

 

E a Norte Energia, responsável por Belo Monte, pede alteração do cronograma de implantação da Usina Hidrelétrica.

 

A Aneel disse que o cancelamento aconteceu a pedido das empresas.

 

Por telefone, a assessoria de imprensa da Santo Antônio Energia informou que desconhece as razões da retirada do assunto da pauta.

 

A Energia Sustentável e a Norte Energia ainda não se manifestaram.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique