Fiocruz analisa 20 casos suspeitos de contaminação por zika vírus no Rio

02:16 Geral, Notícias 25/05/2015 - 14h21 Rio de Janeiro Embed

Dylan Araújo

A Secretaria Estadual de Saúde analisa 20 amostras de pacientes com suspeitas de contaminação com o vírus da febre zika no Rio de Janeiro.

 

A expectativa é que o resultado seja divulgado até o fim da semana. A doença é de difícil diagnóstico, já que os sintomas são parecidos com as reações causadas pela dengue.

 

De acordo com o Superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental, Alexendre Chieppe (Kiêpe), a preocupação da Secretaria de Saúde é pela falta de imunidade da população contra o vírus, além da confusão no momento do diagnóstico.

 

Na maioria dos casos, o zika vírus provoca febre mais amena, com relação a que é causada pela dengue. Os pacientes contaminados costumam apresentar manchas vermelhas na pele.

 

Enquanto o vírus chikungunya provoca febre alta, de cerca de 39 graus, e se diferencia das demais doenças pelas dores mais intensas nas articulações. Nos casos mais graves, a chikungunya pode levar a morte.

 

Já o vírus da dengue é o mais conhecido entre os brasileiros e até o mês passado registrava cerca de 230 óbitos, apenas esse ano.  Os sintomas mais comuns são dor de cabeça, dores no corpo e articulações, dor atrás dos olhos e coceiras.

 

Em alguns casos, os pacientes podem ter sangramentos no nariz e nas gengivas, além de dor abdominal, náuseas e tontura.

 

Assim como a dengue e a Chikungunya, o zika vírus é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.  O vírus foi identificado pela primeira vez, em 1947, em uma espécie de macaco que ocorre na floresta de Zika, em Uganda.

 

O primeiro caso de zika vírus no Brasil, foi identificado em um homem de 52 anos, da cidade de Sumaré, em São Paulo.  A análise das amostras de sangue dos pacientes contaminados no Rio de janeiro será realizada pela Fiocruz, que deve apresentar o resultado, no máximo, em uma semana.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique