Imunização contra HPV passa a ser em duas doses

01:18 Geral, Notícias 06/01/2016 - 20h53 Brasília Embed

Kariane Costa

O Ministério da Saúde anunciou mudanças no calendário nacional de vacinas. Uma das principais alterações é na vacina HPV, papiloma vírus humano. A partir de agora vão ser duas doses, não sendo mais necessárias três. A menina deve receber a segunda dose seis meses após a primeira. Mas, as mulheres com HIV entre de 9 a 26 anos devem continuar recebendo o esquema de três doses.

Para os bebês, a principal diferença será a redução de uma dose na vacina para pneumonia, que a partir de agora será aplicada em dois momentos, aos dois e aos quatro meses, seguida de reforço.

 

Outra mudança é a terceira dose da vacina contra poliomielite, administrada aos seis meses, que deixa de ser oral e passa a ser injetável.

 

Já a vacina de gotinhas contra poliomielite, continua sendo administrada como reforço aos 15 meses, quatro anos e anualmente, durante a campanha nacional.

Também está sendo anunciada mudança da vacina contra meningite para crianças. O reforço passa a ser aplicado com um ano de vida. As primeiras doses continuam sendo realizadas aos três e cinco meses.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique