Operação da PF investiga fraudes que somam R$ 1,5 bi em Minas

01:20 Geral, Notícias 11/04/2016 - 11h01 Brasília Embed

Jéssica Gonçalves

Uma organização criminosa que atua na Prefeitura Municipal de Governador Valadares, em Minas Gerais, é alvo de operação da Polícia Federal nesta segunda-feira (11).


Estão sendo cumpridos 108 mandados judiciais, sendo oito de prisão temporária, 63 de busca e apreensão, 17 de bloqueios de bens e valores e 20 mandados de afastamento de funções públicas, sendo que oito deles são contra vereadores do município.


As ordens são cumpridas nas cidades mineiras de Governador Valadares, Belo Horizonte, Jequeri, Nova Lima, Esmeraldas, e nos municípios de Castelo e Muqui, no Espírito Santo.


A Operação Mar de Lama investiga fraudes de R$ 1,5 bilhão envolvendo funcionários da prefeitura de Governador Valadares e do SAAE, Serviço Autônomo de Água e Esgoto da cidade, que começaram a agir em 2013, quando fortes chuvas alagaram Governador Valadares e causaram grande destruição ao município.


De acordo com as investigações, há indícios de que a quadrilha tenha praticado pelo menos 150 crimes, entre dispensa e fraude em licitações, peculato, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, violação de sigilo funcional, advocacia administrativa, organização e associação criminosa.


As penas dos principais envolvidos podem chegar a até 775 anos de prisão.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.