Trocando em Miúdo: Publicidade pode fazer diferença no resultado das empresas

03:26 Geral, Programetes 19/05/2016 - 02h00 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcasz

De cada 100 empresas abertas no Brasil, 48 fecham no máximo em três anos. Palavra do Sebrae. Entre os motivos, além de não acompanhar o dia a dia, descontrolar o caixa e falta de planejamento, está o seguinte, que é a prosa miúda de hoje: não sabem divulgar direito o que estão vendendo. Vamos nessa?

 

Lógico que estamos falando de empresas pequenas que fecham porque seus donos nem sempre estão preparados e cometem uma falha simples, mas grave, que é a de fazer publicidade pensando que são grandes. Gastam mais dinheiro do que têm no caixa e o resultado acaba sendo diferente do que esperavam. É que não falam com o público que, afinal de contas, vai comprar seus produtos ou serviços numa loja menor. Palavra do sócio da Agência de Publicidade Popular, David Nudelman.

 

Sonora: "Essa parte do estudo do Sebrae da taxa de mortalidade das empresas foi o que incentivou a criação da agência. Não só a falta de divulgação, como a forte concorrência. A gente consegue fazer isso pelo cliente com comunicação, com publicidade."


Pois então: seguindo o caminho do raciocínio. Publicidade, de modo geral, sempre foi tipo uma coisa da elite, de quem tem dinheiro, seja artista ou empresário grande. O pequeno comerciante, por exemplo, sem dinheiro para gastar em propaganda, acaba fazendo coisas que mais atrapalham do que ajudam na divulgação de sua empresa.

 

Acontece que tem coisas novas que ajudam, sem gastar muito. Quem lembra é David Nudelman. Ele comanda uma empresa de publicidade popular do alto de seus 23 anos de vida. E pergunta. Quem não tem um smartphone com internet hoje?

Sonora: "Nem toda empresa tem o mesmo tipo de comunicação para dar certo. Algumas vão dar certo na internet. Outras vão dar certo em mídias mais tradicionais como o rádio."

Outra coisa para fechar a prosa de propaganda miúda de hoje. Sabe aquela coisa de pense grande? Nem sempre funciona. Se a sua empresa é pequena, muitas vezes é melhor usar a publicidade para conhecer e conservar o cliente que você consegue atender. Se tiver, de repente, mais gente comprando da sua empresa, pequena, você não vai dar conta e acaba perdendo até os clientes antigos. Está me entendendo?

Sonora: "Existe o freelancer, o conhecido de alguém que sabe fazer um site, sabe fazer uma página no facebook. E as empresas acabam contratando eles por falta de opção. Elas nem sabem por onde começar a comunicação, não sabem quem contratar, como contratar".

Pois então ficamos assim. Só divulgue o que você pode atender.

 

* Este programa é uma reprise. O original foi ao ar em 29/06/2015

 

Trocando em Miúdo: Quadro do programa Em Conta, da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique