Comissão de Ética da Presidência vê autonomia ameaçada com exoneração de secretário

01:34 Geral, Notícias 09/06/2016 - 22h32 Brasília Embed

Victor Ribeiro

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República manifestou surpresa e preocupação com a exoneração do secretário-executivo, Hamilton Cruz. Desde que a Comissão foi criada, em 1999, o cargo era ocupado por pessoas indicadas pelo colegiado. Para o presidente da Comissão de Ética, Mauro Menezes, a mudança foi inesperada e pode prejudicar a autonomia da entidade.

 

A exoneração do secretário-executivo da Comissão de Ética da Presidência foi publicada no Diário Oficial da União dessa quinta-feira (9). O colegiado pediu que o ministro-chefe da Casa Civil Eliseu Padilha voltasse atrás, mas a decisão foi mantida. Mauro Menezes lamentou.

 

O presidente da Comissão de Ética Pública divulgou uma nota destacando que o secretário-executivo exonerado tinha perfil técnico e isento, além de experiência e qualificação específica em matérias relativas à transparência e à ética pública.

 

A reportagem procurou a Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto, mas, até o fim desta edição, não obteve resposta.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique