Índios Munduruku interditam acesso à área Sawré Muybu, no Pará

02:05 Geral, Notícias 20/06/2016 - 15h28 Brasília (DF) Embed

Graziele Bezerra

Índios Munduruku resolveram, por conta própria, sinalizar os limites da Terra Indígena Sawré Muybu, no município de Itaituba, no Pará. O uso da área pelos Munduruku foi reconhecida pela Funai no último dia 19 de abril.

 

A previsão é que nas próximas duas semanas, o grupo percorra a região para encerrar a instalação de cerca de 50 placas. A sinalização informa que a área é protegida e o acesso interditado a pessoas estranhas. Ativistas ambientais auxiliam os índios nesse trabalho. Tika Minami, do Greenpeace, defende a autodemarcação.

 

A usina de São Luiz do Tapajós tem um reservatório planejado de 729 quilômetros quadrados. Os índios afirmam que se construído esse reservatório vai inundar pelo menos 400 quilômetros quadrados de floresta, invadindo a área Sawré Muybu.

 

Questionada sobre a legalidade da instalação destas placas, a Funai respondeu apenas que o procedimento de demarcação está em fase de contraditório administrativo, ou seja, está dentro do período de 90 dias em que os interessados podem contestar os estudos da fundação.

 

Depois dessa fase, o processo é encaminhado para o procedimento de declaração de limites, a cargo do Ministro da Justiça; e demarcação física, por conta da Funai.