Polícia Civil do Rio procura um dos suspeitos pela morte de dentista

01:38 Geral, Notícias 03/11/2016 - 14h42 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

A Polícia Civil do Rio de Janeiro pediu a prisão de três suspeitos de envolvimento na morte da dentista Priscila Soares Nicolau dos Reis.

 

Eles foram identificados por imagens de câmeras de segurança que mostram o ataque à base da Polícia Militar no alto do Morro do Branco, no Itanhangá, zona oeste do Rio.

 

Priscila Soares Nicolau dos Reis tinha 37 anos e foi morta na manhã da última segunda-feira (31). Ela passava de carro pela Estrada de Furnas, no Itanhangá, quando foi abordada por um grupo de traficantes que fugia do Morro do Branco.

 

Priscila acelerou o veículo, que foi atingido por 17 tiros disparados pelo bando.  A dentista foi atingida no braço e na cabeça e morreu na hora.

 

Ademilson Luiz Guedes Costa, Rafael Alves Peixoto e Douglas de Melo, conhecido como Miguelinho, tiveram o pedido de prisão temporária aceito pela Justiça.

 

Ademilson e Rafael já estão presos. Eles foram detidos nesta terça-feira (1º), em uma operação conjunta das Polícias Civil e Militar no Morro do Branco, próximo ao local em que a dentista foi morta. A dupla foi flagrada tentando deixar a comunidade pela área de mata.

 

Já Douglas está foragido e quem tiver informações sobre o paradeiro dele pode comunicar à Polícia Civil pelos telefones (21) 2334-8823 e (21) 2334-8835. As informações também podem ser repassadas pelo Disque Denúncia no número (21) 2253-1177.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique