Blocos da Favorita e do Empolga às 9 sacodem a orla de Copacabana

02:36 Geral, Notícias 25/02/2017 - 19h57 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

A orla de Copacabana ficou tomada de foliões, neste sábado (25), para o desfile dos blocos da Favorita e do Empolga às 9. O bloco da Favorita celebra a cultura carioca com o ritmo do funk. Uma multidão participou do desfile, o quarto da agremiação, que tem conquistado cada vez mais seguidores.

 

Já o bloco do Empolga às 9 homenageou o comunicador Chacrinha. Com o samba “Quem não se comunica, se trumbica”, um trecho da praia de Copacabana virou uma discoteca. E o repertório foi bastante variado com músicas de grandes nomes da música brasileira.


Curtindo a folia na zona sul, o carioca Rafael Ferrara planejou a fantasia deste ano, de Barbie na Caixa, há pelo menos um ano.


Sonora: “O carnaval leva a sério. Então, acabou o carnaval e já está preparando o do ano que vem."


O casal pernambucano Daniela Fartes e Felipe Matos, que moram há cinco anos no Rio, vê semelhanças entre a folia daqui e a do Recife.


Sonora: “Os dois são ótimos, principalmente carnaval de rua do Rio que começou a ficar grande, lembra muito o de lá. A gente tem sorte de poder escolher tanto lugar bom.”


Eles também aproveitaram a festa para protestar contra a intenção do presidente norte-americano, Donald Trump, de construir um muro na fronteira do México e se fantasiaram de mexicanos.


Sonora: “A gente pegou nosso papel de parede lá de casa, que tinha sobrado, e aproveitou para fazer a fantasia, para fazer protesto. Porque tudo parece uma piada o que ele está fazendo.”


E a festa de carnaval nas ruas do Rio tem alegrado também quem precisa trabalhar. O ambulante Antônio Carlos, que há dez anos tem uma barraca na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, comemora o período. Nessa época ele aproveita para incrementar a venda dos produtos com fantasias e avalia que a saída está melhor este ano, em comparação com o ano passado.


Sonora: “Eu trabalho com bijuteria e roupa. Carnaval eu tiro tudo e aproveito pra vender só coisas de carnaval. Este ano está melhor pra mim, mesmo com a crise, está melhor que o do ano passado.”


Tem também turista aproveitando para faturar. A mineira Alice Brandão, que veio de Juiz de Fora para passar o carnaval, diz que dá para fazer as duas coisas: se divertir e lucrar.

 

Sonora: “Tudo numa boa. Daí a gente aproveita pra vender uma cervejinha e ganhar um dinheirinho.”


Neste domingo (26), mais 14 blocos fazem a festa de foliões e comerciantes na zona sul do Rio.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique