Campanha quer garantir abastecimento de água de indígenas afetados pela tragédia de Mariana

02:25 Geral, Notícias 06/02/2017 - 20h15 Rio de Janeiro Embed

Joana Moscatelli

Garantir o acesso à água do povo indígena ribeirinho Krenak é o objetivo da campanha que foi lançada nesta segunda-feira no Parque Lage, no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

 

A ideia é arrecadar pouco mais de  R$ 400 mil  e construir um poço, um açude além de recuperar e reflorestar as nascentes de água da aldeia.

 

Em novembro de 2015, com o rompimento das barragens do Rio Doce, na região de Mariana, em Minas Gerais, os índios Krenak foram duramente afetados com a morte do rio que era fonte de água, pesca, lazer, cultura e espiritualidade.

 

O presidente do Instituto Weligth Ian Lasozki contou que o projeto foi construído a partir de visitas à aldeia e ouvindo as necessidades do povo que foi um dos mais afetados pela tragédia de Mariana. A diretora executiva do Instituto E, Nina Braga,  contou que 600 moradores da aldeia vão ser beneficiados pela campanha.

 

As doações para a campanha podem ser feitas até junho pelo site do Instituto Weligth de Inovação Sociambiental. O rompimento da barragem em Mariana, em Minas Gerais, é considerado a maior tragédia ambiental do Brasil. A estrutura da mineradora Samarco desabou e a lama de rejeitos da mineração se espalhou por toda a bacia do Rio Doce.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique